Jesus, o Filho

15 Set - 30 Out 2022

Jesus, o Filho

Texto e encenação Elmano Sancho

©Pedro Macedo - Framed Photos

Sinopse

Datas e Horários

15 SET a 30 OUT
Qua a Dom 19:00

Sala e Preços

Sala Estúdio
9€ a 12€
Informação

Classificação

M/16

O espetáculo “Jesus, o Filho” retrata o transtorno “Hikikimori”; o isolamento, a exclusão social e a morte (in)voluntária. A vida é uma sucessão de perdas: dos sonhos, da coragem, da identidade, da liberdade.
O agressor da sociedade positivista contemporânea tornou-se invisível: Jesus foge e refugia-se em casa. Mas haverá um lugar seguro?
Este último texto da trilogia A Sagrada Família de Elmano Sancho (“José, o Pai”, “Maria, a Mãe” e “Jesus, o Filho”) é um “apokálypsis” (revelação, em grego), um auto da fé, uma imolação, um cerimonial poético-perverso sobre a despedida, o fim e a salvação.
Jesus, o Filho, sacrifica-se na esperança de se (nos) salvar; o sacrifício materializa-se através da confissão e do abandono progressivo do discurso. O espetáculo apresenta, como estrutura dramatúrgica/cénica, os passos da confissão: o exame de consciência, o arrependimento, a confissão e o cumprimento da penitência. O sacrifício íntimo de Jesus, o Filho, no espaço público da cena, é o ato de rebelião esperado; o combate para recuperar a identidade perdida no massacre desleal da vida quotidiana. Mas, redentora, a confissão não perde nunca a faceta dura do interrogatório: a exposição, a humilhação e a violência.

Ficha artística

Texto e encenação Elmano Sancho

Com Denys Bortnyi, Joana Bárcia e Vicente Wallenstein

Espaço cénico Samantha Silva

Desenho de luz Pedro Nabais

Figurinos Ana Paula Rocha

Assistência de encenação e produção Paulo Lage

Coprodução Teatro da Trindade INATEL, Loup Solitaire, Casa das Artes de Famalicão, Teatro Municipal de Bragança

 

CONVERSA COM O PÚBLICO
2 OUT /Dom. após o espetáculo