LIÇÕES DE DANÇA PARA PESSOAS DE UMA CERTA IDADE

14 Jun - 15 Jul 2018

LIÇÕES DE DANÇA PARA PESSOAS DE UMA CERTA IDADE

Adaptação do romance de Bohumil Hrabal
Tradução, Encenação e Interpretação João Lagarto

©José Sérgio

Sinopse

Datas e Horários

14 Jun a 15 Jul
Qua a Sáb 21:30
Dom 17:00

Sala e Preços

Sala Estúdio

Classificação

M/12

Um antigo sapateiro a caminho dos setenta dirige-se ao público feminino presente na sala, recordando episódios do seu tempo. Chama-se Jyrka e é um experimentado contador de histórias. Aproveita para ir também dando conselhos às damas, mas estes são sempre ilustrados com exemplos concretos da sua vida profissional, da sua estadia na tropa, idas ao médico, conquistas, educação religiosa, numa sequência sem fim e sem ordem, como se diz das cerejas na conversa. É um trabalhador manual e é alguém que gosta de viver, e embora esteja a falar do passado, o tom geral não é nostálgico, mas comemorativo. Com a ajuda do álcool, claro, embora ela defenda moderação no seu consumo.

Quem lê Bohumil Hrabal não pode deixar de ficar impressionado com a sua constante ligação à realidade. Ele dizia numa entrevista que só ia a casa para dormir e passava o dia por aí, recolhendo histórias, como quem inspira, e quando os pulmões ficavam cheios sentava-se a escrever até ficar outra vez vazio. Aprendeu este ofício com um tio, ferroviário, que lhe alegrou a infância com as suas intermináveis histórias. São ferroviários, sapateiros, fabricantes de cerveja, camponeses, soldados, quem aparece nestas histórias, gente simples, cuja simplicidade tem por detrás a sabedoria de quem viveu o suficiente para saber que o silêncio é o mais forte dos argumentos e que nada é mais eficaz do que uma boa história ou uma gargalhada. Ler Bohumil Hrabal é também inevitavelmente a vontade de o ler em voz alta. Os seus romances são sempre longos monólogos, é sempre alguém a falar. E de uma maneira tão divertida que apetece levá-los para o palco de um teatro popular, onde imagino um público popular a rir perdidamente.

Ficha artística

Adaptação do romance de Bohumil Hrabal

Tradução, Encenação e Interpretação João Lagarto

Desenho de Luz José Carlos Gomes

Produção Alice Prata

Coprodução João Lagarto, Câmara Municipal de Almodôvar e Casa das Artes dos Arcos de Valdevez

Apoio à Digressão GDA