BLICK BASSY . NIÑO DE ELCHE

11 Jun 2019

BLICK BASSY . NIÑO DE ELCHE

Camarões | Espanha

CICLO MUNDOS

Sinopse

Datas e Horários

11 Jun
Ter 21:00

Sala e Preços

Sala Carmen Dolores

Classificação

M/6

BLICK BASSY Camarões
O terceiro álbum de Blick Bassy, Akö, foi lançado em maio de 2015 pela No Format, uma das melhores editoras francesas no campo da world music mais inventiva. Entre 2015 e 2017 Blick Bassy fez cerca de 200 concertos incluindo apresentações em alguns dos mais prestigiados festivais e salas de espectáculo, como Womex, The Great Escape, Festival de Roskilde, North Sea Jazz Festival, Womad, Montréal Intl Jazz, Lincoln Center, etc. No impulso do seu aclamado Akö, Blick Bassy lança o album1958, uma homenagem desafiadora aos heróis que lutaram e morreram pela independência da sua terra natal, os Camarões. O seu foco é específico, mas os seus temas – a escravidão do neocolonialismo, a necessidade de heróis, a relevância da História e a busca pela verdadeira identidade – são universais. O novo álbum será lançado em Março de 2019.

 

 

NIÑO DE ELCHE Espanha
Francisco Contreras Molina nasceu em Elche, de uma família procedente de Granada. Considerado pela crítica um dos grandes renovadores do flamenco atual, é um cantaor atípico. Artista multidisciplinar, combina o cante e o toque flamenco com a performance, a poesia, a improvisação. Todo o flamenco é um canto de ida e de volta. Não só guajiras ou milongas mas também a soleá e a seguiriya. Romances, cabales, peteneras e pregões na dimensão caribenha afro-andaluz. E claro, também o fandango. Esta viagem é a mesma que fizeram o açúcar, o café, o cacau e o rum de cana. Viagem que se interrompeu entre 1810 e 1898. A relação esfriou e saiu o flamenco, tal como o conhecemos hoje em dia. Com novo álbum a sair proximamente, Niño de Elche tenta dar continuidade a essa relação que foi tão fluida, tão frutífera e tão florescente. Desta vez não se trata de arqueologia mas sim de antecipação. Ativa-se aqui o flamenco do futuro.

 

 

CICLO MUNDOS

Desde 2016, no âmbito de uma parceria global com o Festival Músicas do Mundo de Sines, que a Fundação INATEL promove, em Lisboa, no Teatro da Trindade INATEL, a iniciativa musical Ciclo Mundos – programa anual que abre caminho e dá espaço à música que se faz no mundo, protagonizando uma atitude que reflete e representa os valores e os grandes propósitos que enquadram a atividade da Fundação.
O Ciclo Mundos pretende gerar sinergias e oferecer ao público uma proposta musical intercultural, intergeracional e universalista, com fortes raízes nas culturas populares, numa Lisboa multicultural, posicionando-se como um espaço plural que acolhe e celebra o legado intangível da Humanidade, reafirmando e projetando o seu respeito pelas tradições culturais.

Ficha artística